Archive | maio, 2012

Bochecha colorida

29 maio

Sempre fui a favor de marcar as bochechas quando me maquio. Claro que não são todas as meninas que tem essa habilidade. Quem é que nunca se deparou no caminho para o trabalho com uma garota que pesou demais a mão quando passava blush? A super pigmentação do blush pode acabar com a maquiagem.

Outro dia comprei o cinnamon, da NYX. Ele tem um tom muito bonito alaranjado. Aliás, assusta demais no primeiro momento passar algo de uma cor tão vibrante no rosto. Depois esse susto passa quando se percebe o efeito aveludado nas maças do rosto. Foi o que aconteceu comigo.

Tinha assistido a um tutorial na internet de uma maquiagem com esse blush. Me apaixonei. No dia seguinte lá foi eu no quiosque da NYX comprar o dito cujo. Quando cheguei a maquiadora quis aplica-lo em mim, mas resisti. Depois repensei e a deixei aplicar. Foi amor a primeira vista. Primeiro por que sempre fui fã dos produtos da marca, segundo por causa da pigmentação e durabilidade de tudo que carrega o nome NYX e terceiro por ser um produto de qualidade e não tão caro (menos de 50 reais).

Ah! Vale ressaltar que a cor combina com qualquer pele, desde as mais claras as mais escuras. Fica lindo!

A única coisa que chamaria a atenção para quem o comprar é quanto a pigmentação. É que a cor é muito intensa e não há muita necessidade de pesar a mão quando assar o pincel no produto. É que pode parecer que passou tijolo no rosto! #ficaadica

As joias da Thereza

18 maio

Atire a primeira pedra a mulher que não se interesse por acessórios! Acho que não há quem não goste de se emperequetar toda com colar, brinco, anel, e, por aí vai. Pensando nisso a socialite Thereza Collor, em parceria com o SESC – SP, organizou a exposição Joias do Deserto.

A mostra conta com cerca de dois mil acessórios e adornos corporais do acervo etnográfico de Thereza. Em sua coleção é possível ver peças confeccionadas com diversos materiais, como, tecidos, couros, pedras e metais em prata e ouro, comuns aos locais de origem.

As peças foram adquiridas durante suas viagens no mínimo exótica ao Deserto do Saara, nas regiões do Marrocos, Argélia, Mali Níger, Tunísia, Líbia e Egito (até o Sinai, chegando à Palestina); o Deserto da Arábia, Arábia Saudita, Iêmen, Sultanato de Omã e Síria; o Deserto da Ásia Central, Uzbequistão, Turcomenistão e Kazaquistão (passando pelo Irã e chegando ao Afeganistão); o Deserto da Índia, Índia (Rajastão e Gujarat) e Paquistão; e o Deserto Tibetano, Tibete (território autônomo da China) e Ladakh (região divida entre a Índia, Paquistão e China).

A exposição é uma verdadeira viagem a essas regiões. É que debaixo de cada peça há explicações de como são usadas e qual o objetivo de se usar determinados acessórios. A primeira vista tem algumas peças que não fazem sentido aos brasileiros, como um sinto com uma bolsa acoplada para guardar o livro do Alcorão e até mesmo, um adorno de pescoço, que se chama caixa amuleto, que parece mais uma linda caixa de joias.

Outro percepção que se tem é que alguns acessórios, como os brincos e os braceletes são muito atuais, como as pulseiras com spikes, usados para auto defesa. A mostra é muito interessante, uma viagem aos desertos asiáticos.

Joias do Deserto fica em exposição até o dia 20 de junho, na galeria de artes do SESI-SP, que fica na Avenida Paulista, 1313, próximo ao metrô Tianon-Masp. A entrada é gratuita.

Delineador: trace bem sua maquiagem

14 maio

Sempre gostei de delineador! Antes mesmo das revistas e blogs de beleza explorarem os editoriais de maquiagem com o tema pin up, eu sempre usava o delineador de gatinha, embora, ainda não traçasse muito bem. Lembro-me da primeira vez em que pedi de presente um, quando tinha 14 anos e minha mãe questionou se tinha certeza do que estava pedindo. Acho muito engraçado quando relembro o episódio, por que quando comecei a me maquiar, minhas amigas nem pensavam nisso. Até hoje sou a mais perua do grupo.

Os anos foram passando e hoje já é possível encontrar grande variedade desta maquiagem. Eles podem vir em formato de caneta, que garante mais firmeza ao traçar os olhos, em pincel que já vem encaixado no pote do produto, e, até, em gel.  A escolha fica a gosto de quem o usa.

O delineador é uma das peças da maquiagem mais difíceis que tem, principalmente quando se auto fazer porque é uma linha e tem que ter mão firme para se fazer essa linha retinha.

Pesquisando na internet achei uma foto com 12 maneiras de usar o delineador. Decidi dividi-las com vocês. As opções são tantas que nem eu sabia que existia tudo isso. A foto ainda vem especificada com o nome do contorno. Muito interessante!

Curiosidade:

A história do delineador, e da maquiagem começou há muito tempo. Os registros que se tem, é que os egípcios desenvolveram uma tinta negra para acentuar o olhar. Dizem que a Rainha Cleópatra foi uma das primeiras a ter esse ritual de beleza.

Nunca mais as mulheres deixaram de pintar os olhos. O delineador foi um marco nas décadas de 50 e 60. No Brasil, as musas da bossa nova, tropicália e jovem guarda abusavam do risco negro.

Fotos: Reprodução

Bolsa, bag, sac, borsa, sak

9 maio

Elas existem em diferentes estilos, cores, tamanhos e texturas. Não importa o idioma em que é referida, a marca ou mesmo o shape, as mulheres sempre elegem uma como sua preferida que a acompanha onde quer que vá. Nem as celebridades escapam disso.

Segundo estudo realizado pelo SENAI, não existe referências de como seria a primeira bolsa na história da humanidade. No entanto, desde o início dos tempos, os povos primitivos retratavam uma série de símbolos por meio de pinturas rupestres, aquelas feitas em rochas. Nelas fora, encontradas imagens femininas com bolsa penduradas no braço.

Ainda de acordo com o estudo, uma das primeiras citações sobre bolsa feminina, encontra-se na Bíblia, no livro de Isaías, capítulo 3:16, e foi escrita no ano 750 a.C.:

“Naquele dia tirará o Senhor os seus enfeites: os anéis dos artelhos, as toucas, os colares em forma de meia-lua, os brincos, os braceletes, os vestidos, os diademas, as cadeias dos artelhos, os cintos, os amuletos, as caixinhas de perfumes, os mantos, os xales, as bolsas, os espelhos as capinhas de linho e as tiaras.

Nem elas escapam de repetir as bolsas:

%d blogueiros gostam disto: